ENTENDA OS NÚMEROS DO DIVIDÔMETRO E DO ESTOQUE DA DÍVIDA

 

A Auditoria Cidadã da Dívida trabalha somente com dados oficiais. Entenda porque os números divulgados pelo governo parecem diferentes dos nossos. Leia mais…

 

DIVIDÔMETRO

 

O número informado no DIVIDÔMETRO é a soma dos pagamentos da dívida pública federal brasileira – interna e externa, conforme publicado pelo Senado Federal, disponível em:
(2015) http://www8d.senado.gov.br/dwweb/abreDoc.html?docId=684730
(2014) http://www8d.senado.gov.br/dwweb/abreDoc.html?docId=92718

Para conferir:

Para conferir o número do dividômetro, somar os valores informadoss na Coluna “Pago” das seguintes linhas:
GND 2 – “Juros e Encargos da Dívida”
GND 6 – “Amortização e Refinanciamento da Dívida”

Para comparar:

Para comparar os gastos com a dívida e os gastos realizados com pessoal e outros, observe, na mesma tabela e coluna:
GND 1 – “Pessoal e Encargos Sociais”, que representa o gasto com servidores públicos;
GND 3 – “Outras Despesas Correntes” , que representa os gastos sociais, tais como previdência, educação, saúde, transferências a estados e municípios, etc;
GND 4 – “Investimentos” , que representa a construção de novas estruturas, como escolas, hospitais, estradas, etc;
GND 5 – “Inversões Financeiras” , que representa principalmente a concessão de financiamentos públicos.

 

ESTOQUE DA DÍVIDA BRASILEIRA

 

DÍVIDA INTERNA

O número informado em DÍVIDA INTERNA corresponde ao total de títulos da dívida mobiliária federal, conforme publicado pelo Banco Central, na célula C51 do Quadro 36 (Quadro XXXVI – Títulos públicos federais) da planilha Excel Notimp3.xls (Notas econômico-financeiras para a imprensa – Política Fiscal), disponível em http://www.bcb.gov.br/ftp/NotaEcon/NI201601pfp.zip

 

DÍVIDA EXTERNA

O número informado em DÍVIDA EXTERNA corresponde ao total publicado pelo Banco Central, na célula H46 do Quadro 22 (Quadro XXII – Dívida externa bruta) da planilha Excel Notimp1.xls (Notas econômico-financeiras para a imprensa – Setor Externo), disponível em http://www.bcb.gov.br/ftp/NotaEcon/NI201601sep.zip